em2020

INSCRIÇÕES FECHADAS - LOTAÇÃO ESGOTADA

 

Sexta-Feira, 21 FEVEREIRO 2020

22H00----22H30: Receção e Boas Vindas

22h30----02h00: Milonga com Dj Céline Devèze (FR)

 

Sábado, 22 FEVEREIRO 2020

13h00-----15h00: Almoço

15H00----19H00: Milonga com Dj Patrícia Santos (PT)

22h00-----02h00: Milonga com Dj Lua (IT/PT)

 

Domingo, 23 FEVEREIRO 2020

15H00----19H00: Milonga com o Dj Silencio (PT)

22h00-----02h00: Milonga com o Dj Fred Romero (ES/FR)

 

Segunda-feira 24 FEVEREIRO 2020

13h00-----15h00: Almoço

15H00----21H00: Milonga com o Dj Lampis (GR/USA)

 

Terça-feira, 25 FEVEREIRO 2020

MILONGA ADICIONAL

20h00-----00h00: Milonga com Dj Gato Milongueiro (PT/IT)

 

 

Pack Milongas (21 a 24 de fevereiro): 125€

(Bebidas e snacks incluídos)

Milonga Adicional (25 de fevereiro): 12,50€

Almoço de Sábado: 22€

Almoço de Segunda 22€

Céline Devèze(FR)

É a promotora do Evento Pasionaria Milonguera (que decorre no Sul da França). Ensina Tango, organiza eventos e anda muito ocupada viajando por toda a Europa no desempenho do seu papel de DJ. A sua motivação: manter intacta a energia da pista de baile através da primazia dada ao sentimento que se gera no grupo que baila e, bem assim, à intimidade que se gera em cada dança.

Patrícia Santos (PT)

Patrícia é natural da cidade do Porto (Portugal) e descobriu o tango em 1995, sendo que cinco anos mais tarde iniciou a musicalização de milongas, tendo em 2014 , sido DJ no Encontros Milongueiros “A Promotora”. Enquanto milongueira acredita no impacto que a música pode produzir no baile pelo que no papel de musicalizadora tenta dar relevo às orquestras que, no seu entender, permitem manter a pista de baile ordenada e criam um sentimento único de partilha entre milongueiros que naquele espaço e naquele lugar se (re)encontram. É ainda a organizadora do encontro milongueiro Ensueños.

 

Lua (IT/PT)

Organizadora de Tango Irreal desde 2016, musicalizadora no primeiro Encontro Milongueiro A Promotora 2013, no Ensueños 2017 e 2018 e em outros encontros no estrangeiro, dj convidada em várias milongas regulares de Portugal e fora. «Cada milonga é única. Cada tanda conta uma história. Cada música lembra-me momentos de danças já bailadas. A minha selecção musical reflecte hoje os gostos de todas as pessoas que encontrei no tango, tentando sempre variar e ser envolvente.

 

Silencio (PT)

Para mim, Djing é a arte de cuidar do que nos leva a dançar – A música.

Esta tarefa leva a quem o queira fazer bem, a estudar toda a sua vida.

Espero que um Dj de Tango tenha a capacidade de se colocar no lugar de todos os que estão na pista (e na milonga) e, consequentemente, escolher com coerência, foco na pista de dança, inteligência, altruísmo e intuição.

Escolho cuidadosamente cada peça musical, procurando encontrar, dentro das variadas emoções musicais, as que melhor se harmonizam com cada milongueiro.

Partindo do “esprito de cada orquestra típica” e dos participantes, procuro escolher e contribuir para que cada milongueiro presente no espaço da milonga possa viver uma experiência bonita e feliz.

Ser DJ em milongas tradicionais e encontros milongueiros é uma responsabilidade que estimo e respeito. Com milongueiros que valorizam profundamente o abraço e a interpretação da música, a milonga aproxima-se de ser um paraíso.

 

Fred Romero (ES/FR)

Fred é uma presença habitual nos encontros milongueiros e há mais de 10 anos que ensina tango milongueiro. Tem um bom conhecimento da pista de dança e das expectativas dos bailarinos.

A sua musicalização é de um registo bem clássico e tradicional é a paixão que dá energia à milonga com uma seleção de cortinas brilhantes e, por vezes, comprometidas.

A excelência das suas seleções musicais cada vez mais organizadores europeus a solicitar as suas habilidades.

 

Lampis (GR/USA)

Lampis é fascinado pelo Tango e tenta constantemente expandir o seu entendimento desta complexa forma de arte. Ele acredita fortemente que a música apropriada constitui um fator para um evento de dança emocionalmente gratificante e é exatamente isso que tenta alcançar com a sua seleção musical. Ele foca-se em música tradicional que levem os bailarinos à pista de dança, mantendo-os nela até ao final da milonga. Lampis é um DJ reconhecido que tem musicalizado em grande eventos de costa a costa dos Estados Unidos, bem como na Europa e na Asia.

 

Gato Milongueiro (PT/IT)

Fui, desde Novembro de 2005 a Março de 2018 (no Café Lusitano, Porto, Portugal) e com periodicidade mensal, DJ residente de “Noche de Tango!”.

É para mim um grande privilégio preparar e gerir a musicalização de uma milonga -no final de contas, tudo se resume a um duro e exigente cuidado por todos os milongueiros presentes na sala de baile.

...y siga el Tango!

Associação Promotora de Tango Social
Largo Fontainhas Nº 19 - Alcântara LISBOA

milongaapromotora@gmail.com, associacaopromotoratangosocial@gmail.com

+351  915131234 / +351 966434469

OPÇÕES PRÓXIMAS DO LOCAL DO ENCONTRO:

HOTEL VILA GALÉ ÓPERA - HOTEL de 4 ESTRELAS

(800m de distância da PROMOTORA )

Morada: Travessa do Conde da Ponte - 1300 - 141 Lisboa

Telefone: (00351) 213 605 400

Website :www.vilagale.pt

OUTRAS OPÇÕES:

Diversos apartamentos para alojamento local em sites como Airbnb.com nas imediações do evento.

POR FAVOR LEIAM COM ATENÇÃO:

Todos os anos recebemos muito mais inscrições do que a lotação da sala e a identidade do evento nos permitem aceitar e a tarefa de selecionar os participantes para cada edição é tão morosa quanto cuidada. Pretendemos ser justos e, ao mesmo tempo, garantir a todos os participantes, uma experiência especial e estar à altura das vossas expectativas ou, quem sabe, conseguir ultrapassá-las.

As inscrições permanecerão abertas durante, pelo menos, duas horas. Pedimos a todos que leiam com atenção o formulário de inscrição e que o preencham com calma. Não se trata de uma prova de velocidade e não faremos distinção baseada na ordem de entrada das inscrições efetuadas durante este período.

São aceites e bem-vindas inscrições individuais ou a par. As inscrições são tratadas de igual forma, sempre assegurando a paridade entre líderes e followers, com a diferença que, nas inscrições a par, a aceitação de cada elemento condiciona e está condicionada pela aceitação do par. Por este motivo, apenas recomendamos inscrições a par para quem não fizer sentido participar no encontro sem o seu par.

Apenas são aceites inscrições para o pack de milongas de 4 dias. A milonga adicional e as refeições são opcionais e em nada condicionam a aceitação da inscrição.

A milonga adicional não é aberta à comunidade local. Apenas os participantes do Encontro poderão participar nesta milonga. Esta milonga é mais intimista que as restantes milongas e a sala é preparada da mesma forma que a milonga regular A Promotora. Esta milonga existe para aqueles que querem viver ainda mais um pouco o espírito do Encontro A Promotora.

Queremos garantir que todos os participantes conhecem e cumprem os códigos da milonga (dentro e fora da pista), que respeitam todos os participantes, que dançam socialmente, cuidando do grupo e da integração de todos e que estão confortáveis a dançar de abraço fechado e em pouco espaço. Estes são, para nós pontos essenciais que se sobrepõe a qualquer outro critério.

A Promotora não é um encontro fechado para amigos. Os amigos, são importantes e naturalmente bem-vindos, mas procuramos sempre dar a oportunidade a todos de partilhar connosco a intensidade destes dias.

Tentaremos equilibrar o Encontro com novos participantes e com participantes que já estiveram presentes em edições anteriores sem perturbar a identidade do Encontro.

Damos também atenção aos que ficaram em lista de espera nos anos anteriores e tentaremos que alguns, desta vez, possam participar.

Esta foi a forma que encontrámos para que haja transparência na forma de aceitação das inscrições e para que ninguém se sinta magoado. Acreditamos ser a melhor forma para que todos sintam a mesma estima, carinho, consideração e respeito e, ao mesmo tempo, assegurar a todos os participantes um Encontro Milongueiro pleno.

A equipa do Encontro A Promotora,

Na pista de baile

  • A linha imaginária composta pelos vários pares de bailarinos numa mesma fila da pista chama-se linha de baile. Nesta, os bailarinos deslocam-se na direção inversa à dos ponteiros do relógio.

  • Podem existir, de forma paralela, várias linhas de baile (1ªexterior, 2ªexterior, interior). Procuramos dançar numa das linhas, evitando sempre mudar da linha. Se tal acontecer, por alguma perturbação ou por uma linha estar “demasiado cheia”, deve-se assegurar que não se incomoda nenhum outro par.

  • Não mudamos para outra linha de baile durante o decorrer de uma música. 

  • Não há ultrapassagens pois todos fazemos parte da mesma pista que é um lugar de respeito entre todos e não uma corrida

  • Não executamos “passos para trás” ou movimentos no sentido contrário à circulação na pista. O espaço da pista que o par que dança deixa atrás de si é pertença do par que lhe segue na ronda libertou

  • Mantemos a fluidez da pista de baile. Isto quer dizer que podendo avançar não permanecemos sem avançar muito tempo nem pressionamos o par à nossa frente.

  • É responsabilidade de quem lidera cuidar da pessoa com quem dança. Evitamos chocar com outros pares na pista; se tal acontecer mostramos o nosso cuidado pedindo desculpa, independentemente de quem ou do que motivou a colisão.

  • Movimentos de cenário ou espetáculo que promovam que homens ou mulheres levantem os pés do piso e ocupem muito espaço não fazem sentido num local onde o abraço é a essência e sentido do tango milongueiro.

  • Temos cuidado com a posição dos cotovelos procurando que estes estejam voltados para o piso e não se tornem perigosos para os outros participantes.

  • Num Encontro mostramos a nossa capacidade de ser cuidadoso com o nosso par e com os restantes bailarinos. Não mostramos as nossas habilidades de forma exibicionista.

Fora da pista e para convidar para dançar

  • Os convites são feitos por mirada e cabeceo. Isto só é possível se existir contacto visual, à distância, entre os dois elementos do par que se escolhem livre e mutuamente. Só assim podemos estar seguros de que os dois querem dançar juntos a tanda a decorrer.

  • Se a ronda estiver já montada, não atravessamos a pista para ir buscar o par. Circulamos à volta da pista para não incomodar os bailarinos que estão a dançar.

  • Os bailarinos na pista têm prioridade sobre os que estão a querer entrar. Quando entramos na ronda, asseguramo-nos que o leader do par que está a dançar nos cede passagem para entrar. Para tal e antes de entrar na ronda, procuramos estabelecer com ele um contacto visual e esperamos pelo seu sinal.

  • As tandas (sequências de músicas separadas por uma cortina) são compostas por três ou quatro músicas. Entre elas existe a chamada cortina musical. A cortina existe para que as pessoas possam escutar outra orquestra e também para que possam escolher outra pessoa com quem dançar. Não se deve permanecer na pista de baile durante a cortina e no início da tanda pois pode-se bloquear a possibilidade de cabeceo para os restantes participantes.

  • No momento em que termina a tanda, o leader acompanha o follower ao mesmo local onde o convidou para dançar.

  • A milonga é um espaço social. Procuramos dançar com um elevado número de participantes, cuidando do grupo e da integração de todos os participantes.
  • A milonga é um espaço de respeito. Ninguém deverá desrespeitar ou desconsiderar qualquer participante ou elemento do staff, independentemente da sua raça, idade, orientação sexual, preferência no papel de baile, etc.
  • A milonga é um espaço protegido. Não são toleradas atitudes ou comportamentos que ponham em causa a integridade moral ou física dos outros participantes ou elementos da equipa, nem qualquer tipo de assédio moral ou sexual.
  • Todos cuidamos de todos. Qualquer participante que se sinta desrespeitado ou seja testemunha de uma situação deste tipo, deverá comunica-la de imediato a um elemento da organização que tomará as medidas necessárias e adequadas.

Com a inscrição, pedimos-te que te comprometas a cumprir estes códigos. Desta maneira todos poderemos desfrutar verdadeira e completamente das milongas.